[Capítulo 04] Diários de bicielétrica


Aleluia!

Antes do assunto principal do capítulo de hoje, quero relatar que recebi minha bicicleta da Oficina da Dafra no dia 10/12, portanto 4 dias além do prazo dado. Ao todo a bici ficou parada na oficina de 03 até 10 de dezembro. E o pior! Ficou parada esses dias todos sem sequer ser analisada, apenas no dia 09 que foram diagnosticar o problema. No mais, após pressão via Reclame Aqui com a reclamação compartilhada nas redes sociais, emails e ligações para o SAC da Dafra que consegui ser atendido. Os problemas mais evidentes foram resolvidos, já o motor… Bem, este continua inconstante em sua potência. Mas é assunto para outro capítulo 😉

E vamos ao assunto de hoje: tem nova bicielétrica no pedaço! A 2ª ‘Black Friday’ brasileira reservou-nos alguns dissabores. Entretanto, entre as falsas ofertas, uma nos pareceu honesta. Foi o Kit de Conversão para Bicicleta Elétrica da Bicimoto. O preço normal, como podem conferir no site, é de R$ 1.799 mais frete (varia de 95 a 297 reais para Fortaleza). Na Black Friday, o Kit de 350W estava com desconto de 492 reais. Já o frete continuava o mesmo. Optei pelo frete PAC e ao todo paguei R$ 1400. Vamos espiar o kit!

1357493492_1

O Kit é importado pela Bicimoto, a fabricante é a Headway de origem chinesa. O kit vem com: Motor elétrico 350W, Aro e Raios em inox, Rack com baterias, Chave on/off, Acelerador e punho esquerdo, Duas manetes de freio, Fiação a prova d’água, Controlador, Recarregador bivolt, CD com Manual de Instalação em Português

E com as seguintes especificações:

– Tipo de motor: Motor Elétrico para a roda dianteira
– Bateria: Bateria de Lítio com 36V e 10Ah (igual a dos celulares)
– Potência: 350W
– Velocidade Máxima: 35 km/hora
– Autonomia: 45 km em média (depende de fatores como: ladeiras, peso do condutor, entre outros)
– Consumo: R$0,01 por quilometro rodado
– Tempo de recarga: Em torno de 6 horas
– Custo da recarga: R$0,40 centavos por carga completa
– Como recarregar: Caso more em casa, basta ligar a sua Bicicleta Elétrica em qualquer tomada (110v ou 220v). Para facilitar o cliente que mora em apartamento, basta retirar a bateria da bicicleta e recarregá-la normalmente
– Partida: Com uma chave (on/off)

Comprei o Kit na madrugada da quinta para sexta (28/29 de novembro), onde o sistema de cobrança foi ágil, faturando o cartão de crédito rapidamente (recebo SMS de confirmação do Banco do Brasil), entretanto a logística da Bicimoto não trabalha na mesma velocidade do sistema de cobrança online. Apenas na terça (03/12) que o kit foi postado via PAC – Correios. Recebi na outra terça (10/12). Para minha tristeza, a caixa que teria que vir lacrada veio rompida, provavelmente, graças aos Correios. De forma que faltaram alguns raios, niples, manual e CD. Os raios e os niples se perderam no transporte, visto que são pequenos, a caixa não estava selada e estava com abertura nas laterais. Já o manual e CD deve ter sido esquecimento da Bicimoto. Entrei em contato com o atendimento da Bicimoto que me mandou via SEDEX os raios e niples faltantes. O CD não veio mas ok. Baixei o manual no site deles e corri pra oficina.

Levei na Falcão Ciclo, apesar da oficina não ter experiência em montagem de bicicletas elétricas, são especialistas em bicicletas. E de posse do manual tudo ficou mais fácil. Comprei um garfo com suspensão da Suntour para aguentar o torque do motor que fica na roda dianteira. Além disso, comprei uma mesa de alumínio (também conhecida como cachimbo) e um guidão novo. As alavancas de marcha da minha bicicleta (Shimano – rapid fire) não suportaram os manetes que vieram. Estes manetes são dotados de um sistema regenerativo que corta a eletricidade do motor quando o freio é acionado. Para contornar tive que comprar alavancas de marcha Shimano Deore no modelo ‘exafire’ (foto a seguir). A vantagem é que eles não vem com manete embutida e aceitaram a manete do Kit elétrico.

Foram algumas horas de trabalho por parte do Raí, funcionário dedicado da Falcão Ciclo. Olha como ela ficou durante a montagem.

antes

Com alguns contratempos e adaptações, a bicicleta ficou pronta. Ao todo, somando o preço da bicicleta quando comprei e todas as melhorias que fiz, a solução ficou mais cara que a Dafra DBL, porém comprei peças de alta qualidade e durabilidade. A bicicleta ficou mais leve que a Dafra e creiam os senhores, muito potente! Ela faz tranquilamente 30 a 35km/h. Sobe ladeira com minha ajuda no pedal muito mais suave que a Dafra. Vamos ver como ela ficou?

Os fios embaixo do selim ficaram um pouco desorganizados, isso me incomodou muito. Comprei 1 metro de organizador de fios e o problema ficou resolvido. Depois publico a foto com os fios organizados.

Conclusão:

Montar sua bicielétrica com o Kit da Bicimoto é uma boa alternativa, principalmente para os hobbystas do ciclismo. Contudo, a brincadeira sai cara se você optar por peças de qualidade. Caso você se contente com peças mais baratas pode sair com um preço competitivo em relação às opções que o mercado oferece. Vou ficando por aqui, agradecendo aos funcionários da Bicimoto pelo pós venda, ao Raí e ao Falcão pela montagem da máquina. Depois posto minhas impressões de uso desta nova bicielétrica 🙂

[Atualização] Fotos detalhadas da bicielétrica

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>