Desabafo de um ex-admirador do Bloco Luxo da Aldeia


Os blocos de minha predileção

Não nasci assim apaixonado pelo carnaval, isso me aconteceu de 10 anos pra cá. E para ser bem honesto, não foi paixão pelo carnaval mesmo, foi pelo pré-carnaval de Fortaleza. Carnaval para mim era bom, mas não era nada demais, até mesmo porque meus carnavais eram circunscritos ao estado alencarino, e isso já explica quase tudo.

Conheci o pré-carnaval através da Rua Lauro Maia. Lá existiu um bloco, que juro para vocês, não lembro de ter ouvido nenhuma música sequer. O que ouvia falar era que o Fagner participava dele. Nunca soube se isso procedia. Cheguei até ver o trio uma vez passando, mas não consegui ouvir nada, tinha muito paredão sufocando o cortejo. Não posso dizer que foi um bom começo, mas foi assim que comecei.

Em 2004, fui convidado por amigos para ir conhecer um pré-carnaval no Mercado dos Pinhões. Era um tal de Concentra Mas Não Sai. Parecia padecer do mesmo “mal” daquele bloco da Rua Lauro Maia. Muito paredão nas redondezas asfixiando a bandinha de metais. Se era bom? Não sei, a movimentação era grande, até quis me aproximar para comprar uma camisa do bloco, que lembro bem ser da cor laranja, mas o dinheiro curto me deixava na escolha entre o item desejado e a bebida. Fiquei com a bebida mas muito me arrependo até hoje.

No outro ano fui lá de novo, mas a camisa também ficou apenas nos planos. Curti o pré-carnaval 2005 já como tiete. Em 2006, houve a mudança para Praça do Ferreira. Muitas vozes contrárias à mudança, expectativas negativas de muitos, mas eu via aquilo como coisa positiva. 2006 passou, estamos em 2015 e o Bloco Concentra Mas Não Sai continua nos sábados fazendo minha cabeça e assim me levando para o coração da cidade.

Discussões em redes sociais geraram amizades, que acabaram me levando a um outro destino, um tal de Luxo da Aldeia. Apareceu-me primeiro como agenda possível numa sexta sem pré-carnaval. Tem uma proposta ousada de resgatar compositores cearenses. Induzido pelos amigos do Concentra, fui lá, gostei e posso dizer que desde 2009 não falto uma sexta pré-momesca. Construí amizades e criei um forte afeto pelo bloco. Hoje continuo fã da banda, mas o bloco me decepciona.

E o que é o Bloco? O bloco são as pessoas sensatas mas também as insensatas. São as poucas que chegam para ajudar, mas também são as muitas que criticam sem apoiar. São aquelas que atrapalham a apresentação da banda com gritos de Benfica, fumam de propósito no Mercado onde é proibido por lei e, diuturnamente, ficam minando os ânimos daqueles que querem construir um movimento cultural para cidade e não apenas para um bairro.

É muito difícil construir um pré-carnaval de qualidade, público no meio da rua. São poucos abnegados dispostos a sacrificar tempo, energia e conhecimento (rsrs) para colocar um Bloco na rua. São tantas dificuldades que, nem quem se julga mais próximo, tem noção da complexidade. Daí chega o grande dia, vencidas as etapas burocráticas, o Bloco vai sair, era pra ser motivo de alegria. Lêdo engano.

“O Luxo desluxou”

“Virou modinha e só o nome ficou.

“Saiu para Aldeia Aldeota.”

Se vocês soubessem como isso dói no coração de quem coloca o bloco na rua, vocês pediriam desculpas desde já pela enorme besteira que estão fazendo. É assim que vocês querem construir essa relação? O que vocês estão ganhando com essas atitudes? São questões para se refletir. Dentro de cada um que faz o Luxo, existe um amor imensurável que não quer deixar a peteca cair. Ninguém quer tapinha no ombro, tampouco reconhecimento. O que está sendo almejado é algo maior e a longo prazo. A história, futuramente, vai contar e recontar.

Ao invés de gritar “Benfica”, ou de ficar redigindo ferozmente tolices nas mídias sociais do Bloco, apareçam para ajudar. Apoiem pelo menos com uma corrente positiva em torno do evento. Agora, se forem para o pré-carnaval apenas para demolir o ânimo dos que fazem o bloco, atrapalhar os querem curtir, fiquem no Benfica mesmo porque esse bairrismo às avessas está matando a todos.

1 comment to Desabafo de um ex-admirador do Bloco Luxo da Aldeia

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>