Cobertura: 2° Sábado de Concentra Mas Não Sai


A banda do Concentra Mas Não Sai

Que domingo hein! Depois de uma noite de festança na Praça do Ferreira o folião acorda com uma bela ressaca e é brindado com uma chuva impiedosa que não deixa ninguém sair debaixo dos lençois. Para que ressaca melhor que esta? Pior fica para quem queria ir para praia, queria… Pois sim, vamos ao que interessa, a resenha do 2º Sábado de Concentra Mas Não Sai.

Ontem não registramos brigas em nenhum momento, tudo foi só alegria e descontração. A fiscalização da Secultfor foi mais firme e evitou que muita gente portasse garrafas de cerveja long necks (garrafas de vidro) que em momentos de briga vira arma. Porém como nada é 100% ainda pudemos constatar algumas pessoas bebendo cerveja em garrafa. Agora o que tem que ser dito é que essa restrição tem que se estender a todo e qualquer tipo de garrafa de vidro seja de cerveja, vodca, uísque, cachaça, licor… Toda e qualquer garrafa de vidro deve ser proibida. Lembro-me que ano passado em Olinda, ao nos dirigirmos ao centro histórico da cidade fomos abordados pela Polícia Militar de Pernambuco que gentilmente nos explicou a proibição e nos forneceu uma garrafa plástica descartável para colocar o conteúdo de nossas bebidas que estavam em garrafas de vidro. Organização impecável por parte dos nossos vizinhos que DEVERIA ser copiada pela Polícia Militar do Ceará, copiar o modelo de educação ao abordar os foliões que não são marginais e no tocante a disponibilizar a garrafa descartável em substituição a garrafa de vidro.


A belíssima passista de frevo desfilou alegria para o Aidentu

A lata de alumínio também deve ser evitada pois ao ser partida ao meio suas bordas viram armas de alto poder de corte. Então no caso das latinhas a solução está logo ali no Estádio Castelão, os ambulantes seriam obrigados a vender cerveja no copo descartável recolhendo a latinha. Pelo menos as latas de alumínio não são perigosas ao serem arremessadas, isto vazias é claro, já as garrafas de vidro dispensa explicações sobre seu perigo.


A irreverente equipe do Aidentu sempre presente no Concentra fazendo nosso símbolo com as mãos

Sobre a Banda temos um destaque altamente positivo, tivemos mais frevo tocando para todos os foliões que aprovaram o Ritmo. Músicas como: “Voltei Recife”, “Hino do Elefante de Olinda”, “Me segura senão eu caio”, “Vassouras” animaram a galera.  Além desses sucessos não podiam faltar as Marchinhas Carnavalescas que são presença constante no Bloco. As críticas que fizemos continuam em pé: Alô Polícia Militar, cadê vocês? Não vi nenhum Policial lá, agora sejamos justos, a Prefeitura destacou vários Guardas Municipais que deram segurança ao evento. Quem lê este texto pensa até que nós somos ‘babões’ da Prefeitura e somos oposição ao Governo do Estado. Nada disto, apenas relatamos a realidade. No momento que a Praça do Ferreira estiver dotada de um Policiamento efetivo seremos os primeiros a agradecer a PM e ao Governo do Estado.

No mais vamos ficando por aqui, e agora após o break vocês podem conferir as fotos de ontem. Um bom domingo a todos 😉


1 comment to Cobertura: 2° Sábado de Concentra Mas Não Sai

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  

  

  

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.