Leriado: O Trovador – Uma homenagem a Evaldo Gouveia

Angústia, solidão, um triste adeus em cada mão
Lá vai meu bloco, vai, só desse jeito é que ele sai
Na frente sigo eu, levo o estandarte de um amor
Amor que se perdeu no carnaval, lá vai meu bloco

É com essa estrofe que vou começar a tecer algumas considerações sobre esse magnífico trabalho patrocinado pela Prefeitura Municipal de Fortaleza e gestacionado por uma equipe de primeira qualidade que nos brindou com essa obra prima. Geralmente um mais afoito iria dizer que um projeto tocado por um Órgão Público não seria de qualidade. Lêdo engano neófito!

Já tem alguns anos que a Prefeitura vem homenageando durante o período momino cearenses ilustres que se destacaram no cenário musical e que merecem relembrança por nós. Que minha memória trêfega permita recordo do ano que o homenageado foi Luís Assunção (2005), Juca do Balaio (2006), Lauro Maia (2007) com o seu novo balancê, Geraldo Barbosa (2008), Humberto Teixeira (2009) mais conhecido como Doutor do Baião, Fausto Nilo (2010) e sua obra célebre cantada em verso e prosa por Moraes Moreira e esse ano vem o nosso mais ilustre trovador, o mestre Evaldo Gouveia.

Com um repertório de 1.018 canções esse Cearense nascido em Orós e com infância vivida em Iguatu veio aos 11 anos para Fortaleza para estudar e aqui encontrou terreno fértil para desenvolver sua aptidão musical. Diretamente influenciado pelo meio que viveu aprendeu a arte do violão muito cedo e já tocava no Cabaré da Nini na Barão do Rio Branco fazendo muito sucesso entre os boêmios. Depois de um tempo tocando nas rádios em Fortaleza este palco não foi suficiente para o brilho da estrela que foi para o Eixo despontar seu sucesso. Grandes intérpretes como Altemar Dutra, Nélson Gonçalves, Maysa Matarazzo, Elymar Santos, Chitãozinho e Xororó, Gal Costa, Maria Bethânia, Zizi Possi, Emílio Santiago, Julio Iglesias, Cris Braun, Ana Carolina, Simone, Fafá de Belém desfilaram seus sucessos para todo Brasil.

É comum caro leitor você escutar alguma música do Evaldo Gouveia e não saber que é dele, pensar que é do grande intérprete que deu voz a música. É… No Brasil é esta a vida do compositor, a falta do reconhecimento do grande público. Mas vamos fazendo nossa parte reconhecendo o valor e exaltando o trabalho desse disco homenagem. Um trabalho de muito bom gosto a exemplo do que foi feito ano passado para o Fausto Nilo.

Dos artistas de visibilidade nacional que fizeram parte do Disco podemos citar Dominguinhos, Lenine, Leny Andrade, Jane Duboc, Elba Ramalho, Zé Renato e Isabela Taviani. E dos Cearenses que emprestaram sua voz estão Eudes Fraga, David Duarte, Marcos Caffé, Kátia Freitas, Waldonys, Grupo Breculê e Academia, além da bateria do Bloco Unidos da Cachorra.

O Disco está sobre licença Creative Commons e pode ser baixado livremente aqui e para ler mais sobre o disco recomendamos o hot site do Carnaval de Fortaleza.

Vou finalizando por aqui essa matéria elogiando a Prefeitura que continue com esse belo trabalho todo Carnaval. Segue abaixo a playlist e as pessoas que fizeram parte desse Disco.

Staff

Direção e Produção Musical: Pantico Rocha – Projeto e Produção Executiva: Elaine Brito
Gravação: Studio Planeta – Tec. Bruno Gondim e Airtinho – Studio Vila – Tec. Adelson Viana e Jeova Maia
Studio Ministereo – Tec. Rodrigo Delacroix – Studio Drum – Tec. Alexandre Hang
Mixagem – Studio Planeta – Airton Montezuma – Masterização – Magic Master – Ricardo Garcia
Agradecimentos Técnicos: Sandro Levi – Davi Valente – Marcio Buarque – Fabiano Estevão, Gustavo Portela – Mariana Vale – Jairo Bringel

Baixar o Encarte do Disco

Veja a playlist e escute o Disco na íntegra.

O Trovador – Uma homenagem a Evaldo Gouveia by prefeiturafortaleza

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  

  

  

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.