Diário de Viagem – 2º Dia em Buenos Aires


Pirâmide de Mayo

Buenos Aires, 15 de Setembro de 2011

O dia começou com um banho digno e um café da manhã bastante calórico com: um alfajor de doce de leite e chocolate, um croissant com geléia de morango e um biquinho de pão com geléia. Depois do gordo desayuno é chegada a hora de se jogar em Bsas. Ontem a noite comprei um chip prépago da Movistar para usar a Internet 3G. Custa 10 pesos por dois dias e dá direito a 1GB de dados. Nada mal se comparado ao 3G prépago no Brasil. Porém o simcard era o normal, portanto não cabia no iPhone 4 🙁 Jeito foi usá-ló no Nokia N8.


A Casa Rosada: Sede do Governo Federal

Fui visitar a Plaza de Mayo, Pirâmide de Mayo e a Casa Rosada. Praça cheia de turistas de vários países, sentei e fique observando tudo como gosto de fazer. Tirei algumas fotos e fiquei filosofando cá com meus botões como os seres humanos são os mesmos independente do País. Vi algumas cenas como o entregador andando com o celular tocando música para quem quisesse ouvir. Tem isso no Brasil?! No ônibus 8 também tinha um carinha ouvindo cumbia em alto e bom som…


A bandeira em flor

Depois das elucubrações voltei para vida prática e fui cambiar dinheiro no Banco de la Nación que dizem ter a melhor cotação. Fui, esperei na fila e na hora de ser atendido pediram a permissão de turista… Fuck! Deixei no Hostel. Volto, pego e troco o rico dinheirinho por pesos hermanos. Depois disso fui para Calle Flórida que me foi precedida de muitos elogios por parte de amigos que já vieram aqui. Sinceramente não vi nada demais lá, se resume a um grande corredor comercial com lojas de tudo que possa pensar. Como não vim fazer turismo de compras só andei e olhei tudo. Por sorte achei uma loja que cortava o simcard et voilá, iPhone já tem 3G para ajudar no GPS, twitter, foursquare, facebook e o escambal!


General José de San Martín y el monumento a los caídos en la guerra de las Islas Malvinas

Flanando pela Flórida aconteceu o inevitável: encontrei um Cearense! Como o identifiquei? Não foi com o tradicional grito de guerra iEiEiiiiiii garanto 😀 Ele estava usando a segunda pele de 67% do Estado, estava com a blusa do Ceará! Conversamos sobre o time, a saída do Mancini e a contratação do meia Leandro Chaves. Por coincidência ele se chama Robert, nos despedimos e fui numa outlet que tinha blusa da Argetina, Boca e River. Atendendo ao pedido de um amigo comprei a #1 da seleção dos hermanos e mandei por o nome do Batistuta. Tem gosto pra tudo… A vendedora foi bem atenciosa e colocou uma lambada para me sentir a vontade. Sei… Depois perguntou se eu dançava e pediu para ensinar alguns passos. Para não perder a chance do intercâmbio enrolei e ensinei um passo de “forró elétrico” que é quase a mesma coisa. Blusa pronta e comprada é hora de tomar um helado no Freddo, um whooper jr y papas no Burguer King e acabou o almoço 😀

Resolvi voltar para o Hostel mas perdi meu senso de direção, que entre em cena o GPS! Eu, teimoso como uma mula, duvidei a todo momento dele, mas o danado sabia mesmo o caminho e me trouxe para casa. Ainda bem que o centro é todo bem policiado dando segurança para usar o iPhone. A cena mais pitoresca de hoje foi a manifestação dos bancários com tambores, surdos e tarol dentro do Banco de la Nación causando um barulho daqueles. No Brasil quando tem manifestação sindical são uns chatos numa kombi com som as alturas gritando ao microfone no pé do ouvido da gente. Quanta diferença! Prefiro a manifestação daqui mil vezes!

17h… Mais de 15km andados, hora de ir para casa porque hoje tem Barbecue Party no Hostel! Prêmio Mindfuck do dia vai para isso aqui! Morri! +_+


WTF??? Suzuki??

Clique aqui para entender o mindfuck.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  

  

  

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.